sábado, 28 de fevereiro de 2009

Bagagem

E há dias em que fugir pro lugar mais alto, quieto e isolado seria tudo
Nestes dias eu queria mais que minha própria existência ter asas e poder voar
Mas me sinto tão “carregada”
E me lembro que bem provavelmente todo esse choro iria comigo pra lá
Mas seria bem mais interessante ver as lágrimas despencarem do abismo mais alto em direção à terra
E fechar os olhos imaginando que talvez assim eu pudesse lavar e “encher” essa própria solidão que é toda minha

6 comentários:

Camila Caringe disse...

Encher a solidão é a esvaziar-se de si. Quanto mais gente, menos nós. Quanto menos nós, mais gente.
É só uma sugestão... mas a solidão pode ser algo bom.
Eu lido bem com ela.
E confesso: há um medo disso.
Perigosamente... lido bem com a solidão.

Montanha disse...

Amanda, a Camila acertou em cheio: Lidar com a solidão é complicado, corremos riscos sem percebe-los. Tem um lado positivo, mas...que você consiga voar para um lugar bem alto, e assim, nascer de novo.

Felicidades!!!

Montanha

Iêda disse...

Lidar com a solidão é complicado, mas nos leva a um autoconhecimento absurdo, porém, desde que a tristeza não esteja nos rodeando no mesmo momento.
Sabe, amei como vc iniciou o texto!Tem dias que é assim mesmo, acho que todo mundo já sentiu isso ao menos uma vez na vida!
bjão

Aline disse...

E há dias em que descer do lugar mais alto e procurar os amigos pra desabafar pode ser a melhor solução.

Estamos aqui. Sempre.
Beijo!

Michelle Ribeiro disse...

Tirou as palavras da minha boca..me sinto assim esses dias...por outro motivo que o seu, mas do mesmo jeito...

Frαncy; disse...

Tirou as palavras da minha boca [2]

Mas, não importa pra onde vamos, infelizmente, tudo isso nos acompanha de alguma forma :/