terça-feira, 28 de abril de 2009

Sensibilidade à flor...

DIÁLOGO VERÍDICO dias depois de um “Só você pode se ajudar - Beijo!” diante de um pedido de aconchego igual ou mais explícito que o abaixo...



- Oi!

- Oi Linda! Como você está hoje?

- To aqui... na mesmíssima vidinha ‘mequetrefi’ de sempre... só tenho vontade de ficar no meu quarto...

- Mas não pode ficar com essa vontade!

- Mas é essa a vontade...

- Mas você quer que mude ou está bem assim?

- Não... está péssimo! Quem gosta de não sentir vontade de existir?

- rsrs... eu gosto às vezes... mas é uma fase, vai passar!

- Espero que sim! É que nunca tinha sido tão intensa e nem tão longa. Minha mãe ontem me perguntou se não tem nada na vida que me motive.

- E você respondeu o quê?

- Eu tive que admitir que sinceramente NÃO! Eu não gosto nada nada disso... não acho normal, mas é o que eu sinto!

- Se você não gosta tente mudar o que sente!

- Mas não dá! É profundo! É que não dá pra explicar... só sentindo pra entender. O que eu posso fazer? Eu não sinto vontade de nada, e comecei a ter medo até da morte agora... sinal de que comecei a pensar nela com mais atenção.

- Vixe! Complicado... Vou comer... Beijo!

- Ah ta... vai lá...



PS.: Vale ressaltar que os dois são "amigos" e que, teoricamente, se importam um com o outro...

Imagem do Google

5 comentários:

Iêda disse...

ãhn? rs
Coragem!!!!!

#Eric Silva# disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Caringe disse...

hahahaha
hahahaha

Bizarro.

Mandy! Tá na hora de cê aprender a distinguir a amigo de contato de msn. Alguns amigos não estão no msn. Alguns contatos de msn não são amigos.

Esse cara aí, por exemplo, que eu já até imagino quem seja, não é seu amigo.
Vem cá com a tia, vem, Mandy!
Vâmo conversá!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Amanda! Olha, a vida somente é muito boa, devido aos seus altos e baixos. Se tudo fosse exatamente como nós quiséssemos, com certeza, a mesma não teria nenhum sentido, pois seria muito monótona. A vida é assim, uns perdem, outros ganham, e assim, o tempo passa e nós passamos também. Será que existe alguém no mundo capaz de mereçer tamanho gesto de tua parte? Se parares por um instante, e te permitires um momento de reflexão, com certeza chegarás a real conclusão de que ninguém, mas ninguém mesmo, por maior que seja o seu valor, será merecedor de tamanha infantilidade de tua parte. Não adianta amarmos alguém, se esse alguém, em troca só nos dá desprezo. E a nossa autovalorização? Se nós não dermos valor a nós mesmos, quem nos valorizará? É como os pais que perdem um filho por morte natural ou acidental, o tempo passa, e depois, quando menos esperam, comcebem outro. A mulher que perde o marido, também por morte natural ou acidental, fica viúva, o tempo passa, arranja outro e casa novamente. Levanta a cabeça menina, segue em frente, pois pra frente é que se anda. Eu, particularmente, não me envergonho de dizer que o meu primeiro casamento não deu certo, simplesmente conversamos, cada um tomou seu rumo, e hoje somos amigos. Lembres, tua vida quem te deu foi DEUS, e somente DEUS pode tirá-la, como também, alguém mais precisa de ti.

Fiquei muito feliz com a tua visita e depois do teu retiro, que será bem proveitoso, espero que voltes, para podermos contar com os teus comentários.

Beijos,

Furtado.

Meggy disse...

rs afff
quem foi este?
beijos