quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Falo com amor - L-O-V-E!!!

Era ele ali. O astro. A estrela. O gênio. Ele estava no comando. E tinha que estar. Nascera praquilo. Criava. Dirigia. O controle estava em suas mãos. Seu desejo era mais do que uma ordem. Era lei. Era sagrado. A despeito da grandeza do que ele representava, do que ele provocava no outro – estava estampada em cada olhar atento, em cada sorriso escancarado, em cada lágrima teimosa – havia ali, naquele coração, algo tremendamente raro. Diria escasso. A doçura, a preocupação do Rei em ensinar O amor. Mais do que ensinar COM amor ele queria é que o mundo aprendesse a amar. Vigoroso em sua fragilidade, gracioso em sua ousadia, puro no auge de sua maturidade.

Quem pensa que ao entrar na sala de cinema pra ver This is it vai ao encontro do ídolo morto terá uma grande surpresa. Porque quem estará ali, do outro lado da telona, durante os próximos quase 120 minutos é o Rei do Pop... mais vivo do que nunca... pode apostar!

Esbanjando criatividade, doçura e talento como deveria mesmo ser. É incrível como qualquer coisa simples e corriqueira torna-se grandiosa quando quem está por trás dela é Michael Jackson. Qualquer super produção ou efeito especial perde por completo o brilho quando contraposto à luz da grande estrela.

Imagens despretensiosas para fins de arquivo pessoal misturadas a produções inéditas carinhosamente preparadas para o grande retorno do Rei do Pop aos palcos fazem de This is it um espetáculo musical dos mais completos e regado com o toque exclusivo de uma das almas mais lindas e apaixonantes que já desceram a passeio neste mundo.

Entre um sucesso e outro, o envolvimento perfeccionista e o carinho detalhista de quem sabe exatamente o que está fazendo, e o faz por missão. Em meio a “I Love you’s”, “God bless you’s” e “I say it with love’s”, o Rei imprime a sua marca naquele que seria talvez o espetaculoso adeus aos palcos, ao mesmo tempo em que planta o sonho do tamanho do mundo dentro de cada um dos corações envolvidos no grande projeto, de bailarinos a cantores, músicos a diretores.

Momentos chave como os ensaios de I Just can’t stop loving you e Billie Jean – onde MJ se solta além da simples, porém não menos espetaculosa, marcação de voz e coreografia e explode sob a inspiração que a música é capaz de provocar nele e em todo o elenco que o acompanha – reafirmam o inconformismo de corações como o meu, que não aceitam a partida tão antecipada.

This is it é verdadeiramente digno de Michael, simplesmente porque não inventa alguém, mas exibe uma verdade que talvez não tenha ficado tão clara em alguns momentos. A da alma especial em forma de talento brilhante, em forma de menino-homem, em forma de estrela!

Eterna fã... falo com amor!!!


6 comentários:

Virgínia Ribeiro disse...

Ah, quero muito ir vê!!!
bjão

Kel Alves disse...

Passei no blog da Paula Cristina e vi q vc adora lê-la, entaum m senti na obrigação de t avisar q os textos maravilhosos q vc tanto elogia são palagiadas de outros blogs como "o outro blog da ana".
Um blog adorável e totalmente autêntico.
Vale a pena conferir!

Erica Vittorazzi disse...

Quero muito ver. Amo MJ. Sem dúvida Rei do Pop para sempre.

.::Li::. disse...

Ai, quero veeeeeer!!!
E se prara pra dia 19/11, amiga!! ^^

bjoooooooo

Filomenas disse...

Eu vi e fiquei sem palavras...

Camila Caringe disse...

Snif...

É bonito... mas dói.

Meu namorado perdeu o irmão dele há pouco mais de um ano. Daí, esses dias atrás, a gente tava conversando e ele começou a chorar. Eu perguntei porque ele tava chorando e ele respondeu:

_ Eu tenho saudade do meu irmão, mas eu prefiro não pensar, sabe? É como se fosse necessário... pra continuar vivendo... Eu quero lembrar, mas eu não posso, senão eu não vou conseguir... Eu não consigo...

É isso...
Tem coisas que eu tbm prefiro não pensar. Todo mundo tem... A morte talvez seja a coisa sobre a qual é mais difícil pensar na vida.